Início Todos os Artigos Atualidade “A Última Solidão” vai ser apresentado na Biblioteca Eduardo Lourenço, na Guarda

“A Última Solidão” vai ser apresentado na Biblioteca Eduardo Lourenço, na Guarda

Esta apresentação contará com a presença da autora e insere-se no âmbito do projeto Literacia e Saúde Mental e da parceria estabelecida com o Gabinete de Intervenção Comunitária (GIC), da Casa de Saúde Bento Menni da Guarda.

4
0

O livro “A Última Solidão”, da autoria de Carmen Garcia, vai ser apresentado na sexta-feira, dia 13 de janeiro, na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, situada na cidade da Guarda, pelas 16h00.

Esta apresentação contará com a presença da autora e insere-se no âmbito do projeto Literacia e Saúde Mental e da parceria estabelecida com o Gabinete de Intervenção Comunitária (GIC), da Casa de Saúde Bento Menni da Guarda.

Carmen Garcia trabalhou durante onze anos num hospital na área dos Cuidados Intensivos e, em 2021, deixou a carreira hospitalar e passou a dedicar-se apenas à enfermagem na área que mais a apaixona: a Geriatria.

Autora da página “a mãe imperfeita”, tem mais de 180 mil seguidores no Facebook e mais de 96 mil no Instagram, colunista do jornal Público, é autora da coluna “Tanto faz não é resposta”, que sai todos os domingos no caderno P2.

É ainda autora de vários livros, incluindo dois livros infantis bestseller em Portugal: Uma Lição de Amor e Uma Lição Vinda do Mar, que falam, respetivamente, sobre a inclusão e sobre a poluição dos oceanos.

“A Última Solidão” é o seu livro mais recente e é através de personagens ficcionadas, como a Margarida, o Custódio, a Maria do Rosário ou o Zezinho, e à luz da sua experiência em lares, que Carmen Garcia escreve “sobre velhos, que são os nossos, ou que um dia, se tivermos sorte, seremos nós, com um amor, uma ternura e uma crueza que por vezes nos choca, nos enternece e que nos obriga a pensar no fim da vida e na forma como tratamos e pensamos os nossos velhos”.

“Um livro que prende do princípio ao fim, pelo relato sincero e honesto, visto pelos olhos de uma enfermeira, que embora jovem, revela uma grande maturidade e uma paixão num assunto vital e tão menosprezado em Portugal”, pode ler-se na sinopse da obra.

Nesta sessão haverá ainda lugar a uma conversa acerca do tema da solidão na velhice, “um assunto vital e tão menosprezado em Portugal”, que terá como convidados Maria do Céu Coutinho, gerontóloga, e o Capitão Rui Coelho do Comando Territorial da GNR da Guarda.

O evento, organizado pela Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço e pelo Gabinete de Intervenção Comunitária, tem entrada gratuita e é aberto e dirigido ao público em geral.

Fonte: beira.pt