Início Todos os Artigos Atualidade Lítio: Presidente de Câmara de Pinhel não saiu satisfeito da reunião com...

Lítio: Presidente de Câmara de Pinhel não saiu satisfeito da reunião com o Ministro do Ambiente

À rádio já disse que vão avançar com as formas de luta já anunciadas, como por exemplo a providência cautelar

597
Foto: CMP

Rui Ventura, Presidente de Câmara de Pinhel não saiu satisfeito da reunião com o Ministro do Ambiente, e à rádio já disse que vão avançar com as formas de luta já anunciadas, como por exemplo a providência cautelar. “Julgo que devia ter havido uma nova avaliação de impacto ambiental. O senhor Ministro disse que essa avaliação deve ser feita depois da prospeção, e eu não concordo porque estamos a falar de uma área muito vasta, mais de metade do concelho de Pinhel, e por isso não saí satisfeito da reunião e iremos continuar a trabalhar aquilo que nós designámos como sendo o nosso primeiro desafio, a providência cautelar.”

Segundo o autarca esta reunião foi “mais do mesmo”, era “previsível” e que foi pedida apenas pela “pressão que os autarcas fizeram”.

Rui Ventura afirma que o governo está “determinado em fazer estes concursos, não olhando a meios”. Mesmo depois das explicações dadas pelos técnicos o edil pinhelense diz que continua com reservas relativamente a este processo. “Há ou não há garantia de salvaguardar o sacrifício dos nossos agricultores, há ou não há garantia de que depois a mina não é abandonada, onde é que vão ser criados os empregos”, se bem que o presidente de câmara de Pinhel diz estar é “mais preocupado com o futuro do concelho”.

Rui Ventura diz que não é contra a prospeção de lítio por “birra”. À rádio disse estar “apenas preocupado com o futuro do concelho”.